Todos nós já ouvimos o velho ditado: “A vida é curta, então viva”.

🎧 AQUI VOCÊ PODE OUVIR E BAIXAR O PODCAST DESTE ARTIGO

A verdade é que a maioria de nós passa pela vidas trabalhando, adiando a felicidade e  esperando para viver um dia, e para muitas pessoas parece que ela nunca chega e que a felicidade é alguma coisa inatingível e uma hora acabamos lamentando sobre todas as coisas que não fizemos, enquanto simplesmente passamos pela vida sem fazer absolutamente nada que a torne realmente significante.

A grande verdade é que cada um de nós interage com a vida de uma maneira muito específica e a maneira como percebemos a vida é criada pelas decisões que tomamos e pelas experiências que vivemos.

Nós agimos de acordo com a maneira como entendemos que a vida deve ser e a realidade nos responde exatamente como nos relacionamos com ela. Se você muda a maneira como se relaciona com a vida, você muda o que acontece ao seu redor.

Felizmente a vida nos oferece a oportunidade de mudar e experimentar algo novo a todo momento. Mas infelizmente geralmente permitimos que nossos pensamentos condicionados de medo, fracasso e dúvida nos impeçam de aproveitar estas oportunidades e nos mantemos presos fazendo apenas aquilo que sempre fazemos, já que o caminho conhecido fiticiamente é tido como o caminho mais seguro.

Infelizmente quando se trata de viver, agimos por instinto e o menor deslize pode atrapalhar e até mesmo interromper nosso desenvolvimento.

O modo como nos relacionamos com a vida, não deve ser instintivo. Viver bem, ter uma vida de realização e satisfação. Ter uma vida bem vivida, envolve habilidades que devem ser aprendidas e desenvolvidas, que estão além de nossas tendências naturais.

Antes de continuarmos eu quero fazer duas perguntas a você:

— Quão satisfeito você está com sua vida?

— E o que você está fazendo para resolver isso?

Eu escuto de muitas pessoas dizendo que a realidade dói. Mas na verdade a realidade não dói. A realidade é fantástica quando você para de resistir e lutar contra ela. O que dói e causa sofrimento; e ficar tentando lutar contra a realidade, por que a realidade já existe.

Eu particularmente acredito que a vida se resume a memórias.

A realidade nada mais é do que um reflexo de suas atitudes passadas no presente.

É obvio que não há como mudar o que já está feito, mas há como evitar que as coisas continuem sendo como são.

Basicamente a vida é uma história que deve ser contata. E somos nós que fazemos com que a história de nossas vidas seja empolgante e emocionante ou entediante e inexpressiva

Não existem privilégios na vida.

Eu sempre digo aqueles que procuram minhas orientações que todos nascemos iguais, livres de valores preconceitos, medos e defesas. Quando você nasceu, você era simples, feliz, alegre e livre.

Infelizmente nascemos em um mundo que rapidamente destrói nossa percepção de felicidade e arruína nossa clareza. E com isso nos tornamos nosso próprio adversário. Nossas crenças e maneira de viver se tornam nossos piores obstáculos e como resultado, você se fere a si mesmo e as pessoas.

A autopreservação é uma tentativa automática e inconsciente de evitar o medo e o sofrimento. Isso aca nos dando uma visão muito limitada das coisas e obviamente nos impede de nos relacionarmos livremente tanto com a vida quanto com as pessoas.

A cada frustração vivida acontece uma verdadeira tragédia grega em nossos sentimentos e emoções. Mas alguma vez você já se perguntou se há algo de errado com a maneira como você aborda e conduz sua vida?

— Será que não há algo que possa explicar por que as coisas nunca saem do jeito que você esperava?

Ter uma vida significante e feliz como eu ensino no meu livro “ENRIQUECENDO A DA VIDA”. Ter uma vida bem sucedida envolve vários aspectos.

de parar de correr atrás da felicidade, até aprender a se relacionar com as pessoas, saber como se manter motivado sem resistir a sua própria realidade E aprender a confiar em si mesmo para se livrar do sofrimento mental principalmente.

Para ter uma vida bem sucedida é preciso aprender a lidar com a incerteza e se livrar das ilusões do julgamento, dos preconceitos para recuperar sua paz interior e se livrar da escravidão mental que aprisiona você em um mundo de ilusões e medos.

Ao abandonar certas crenças e vendo que elas não são verdadeiras, passamos a ter um melhor entendimento de nós mesmos e quando acordamos desse pesadelo deixamos de entende-las como real.

Nossa vida não é diferente de um sonho.

Nós ficamos hipnotizados por nosso pensamento condicionado. Que são resultado de tudo o que vivemos. Nossos pensamentos pessoais criam o contexto e o cenário daquilo que nos parece ser real.

Quando nos sentimos com raiva, mágoas, aborrecidos, ressentimento ou quando somos tomados por qualquer outro sentimento de perturbação e permitimos que eles tomem o controle de nossos pensamentos, estamos criando perturbações em nossa própria realidade.

Assim como acontece quando estamos sonhando. Acreditamos que aquilo é real. Tudo parece real, mas assim que percebemos que estamos sonhando, o sonho perde seu poder. Deixamos de acreditar na experiência e percebemos que temos escolha e que uma das opções é acordar.

Precisamos acordar do pesadelo.

A vida não pode ser uma história de terror, de medo. A vida tem que ser uma história à ser contada. E tem que ser uma boa história. Tem que ser empolgante, emocionante e animada. E é só você quem pode fazer isso.

Problemas são apenas desafios à serem superados.

Quem cria o problema é você em sua mente. Quando você aceita que o problema já existe e para de resistir você para de colocar mais energia no problema e de alimentá-lo.

Você passa a conhece e reconhecer a real e correta dimensão das coisas e pode pensar com clareza o que é necessário para lidar com o que era um problema insolúvel.

Você passa a usar a energia que alimentava o problema para encontrar soluções criativas que permitam a você superar o desafio. Você usa todo seu potencial você automaticamente passa a usar seu tempo e sua energia para encontrar soluções.

Aprenda essa lição. Pare de reclamar, se lamentar e de se preocupar e passe a agir. Faça com que sua vida seja uma história para contar. Pensar pequeno é para os fracos. Se é para escrever uma história que seja a melhor história.

Vá e faça acontecer e se você não sabe como fazer isso sozinho eu lhe mostro como. Leia meu livro “ENRIQUECENDO A VIDA”,

De o primeiro passo.

Às vezes tudo o que nós precisamos e nos comprometermos com um desafio para alcançar o próximo nível em nossa jornada de crescimento e realização pessoal.

É difícil se comprometer por conta própria, sem algo específico para trabalhar e para nos orientar.

E eu estou aqui para lhe ajudar nisso. Para encorajar você a identificar as áreas de sua vida com as quais talvez não esteja tão feliz ou coisas que gostaria de mudar e desenvolver para que como eu você aprenda a ser uma pessoa feliz e realizada de verdade.

%d blogueiros gostam disto: