SEGUNDA FEIRA DIA DE OMOLÚ/OBALUAÊ

Segunda Feira é o dia das almas, dia em que as vibrações de Omolú estão mais ´presentes em nosso plano astral.

Omulú/Obaluaiê; orixá que inspira medo por ser o senhor das doenças, mas que também traz alegrias pelas curas que ele realiza.

Responsável pela Linha das Almas, nela se incluem os Pretos Velhos e Exus de cemitério, (Kalunga); habitat natural do Orixá e de seu domínio, Omolú é o responsável pela triagem dos mortos. É o Orixá que rege a morte e o instante da passagem do plano material para o espiritual (desencarne).

Obaluaê é a expressão do Orixá novo, senhor da evolução dos seres; enquanto Omolú, é reservado a expressão de “Obaluaê Velho”. Sua principal atuação é na transmutação de energias. Guarda para Olorum todos os espíritos que fraquejaram durante sua jornada carnal e que se entregaram aos vícios carnais e emocionais. São responsáveis pela estabilização da ordem, sem a qual nada se sustenta, pois nada evolui e a vida para.

Omolú é o orixá da cura, é o médico sagrado da Umbanda, o senhor das passagens de um plano para outro, de um estado ou condição para outra, do espírito para a carne e vice-versa, atuando e sendo o responsável direto pelo processo reencarnatório, são as irradiações de Omolú que garantem o equilíbrio da Criação.

Guardião Divino dos Espíritos Caídos, atuando em silencio, vela pela preservação da vida e pela evolução constante espirito.

A História de Omolú, conta que em certa ocasião festiva entre os Orixás, Omolú participou utilizando uma roupa feita de palha da costa, o Aso Iko, para esconder suas feridas e deformações causadas pelas doenças.

Enquanto todos os outros Orixás dançavam, Omolú, que era jovem e muito habilidoso, preferia ficar parado para não exibir seu corpo debilitado e com cicatrizes.

Iansã então pega Omolú para dançar com ela, e faz soprar uma ventania que levanta as palhas da roupa de Omolú, junto com a palha a ventania faz suas chagas voarem de seu corpo do seu corpo as transformando em pipocas, em gratidão Omolú divide com Iansã seu domínio e poder sobre os mortos.

Na Umbanda Omolú esta sincretizado por São Lázaro, conhecido no Catolicismo, como o amigo de Jesus, que foi ressuscitado de seu túmulo em um dos milagres mais impressionantes narrados na bíblia.

Este dia é dedicado ao combate de energias negativas e trevosas, ao descarrego e limpeza; proteção para o lar e as pessoas.

Atuam neste dia os Pretos Velhos, Exus e guardiões, entidades que trabalham diretamente em desfazer magias e combater as influências negativas e obsessoras.

A segunda feira é ainda o dia ideal para trabalhos espirituais ligados aos relacionamentos amorosos através da força dos Exus e Pomba Giras e para mentalização e oração pela cura e alívio de doenças.

Para a segunda feira é indicado o Banho de Pipoca ou como Chamamos Banho de Omulu para retirar de uma só vez toda carga negativa. O Banho é feito exclusivamente com Pipoca estourada sem óleo sal ou qualquer condimento, deve ser feito sobre um pano branco grande um lençol para que nenhuma pipoca caia fora dele.

Após o banho, recolhem-se todas as pipocas com as mãos e descarregada em água corrente para que toda negatividade seja levada.

É importante observar algumas regras para este banho e de forma alguma deve ser feito nos seguintes casos:

  • Mulheres em período menstrual;
  • Sobre o efeito de álcool, mesmo que com uso mínimo,
  • Pessoa em período pós-operatório,
  • Use somente roupas brancas durante o banho, jamais utilize roupas escuras,
  • Para o banho retire, joias, e qualquer outros acessórios,
  • Faça descalço para que as energias fluam,
  • Após o banho não faça uso de álcool, ou qualquer outro tipo de droga
  • Mulheres não devem estar com unhas pintadas em cores escuras, principalmente, preto, azul ou vermelho.
  • Não deve ser feito em outros dias da semana que não a segunda feira.

Faça em lugar tranquilo e mantenha sempre seus pensamentos elevados, livre de toda a qualquer negatividade, lembre-se que Omolú é o Orixá da transmutação de energias, então muito cuidado com o que pensa durante o ritual.

Atotô!
Laroyê Exú! Exú é Mojubá!
Adorei as Alamas!

“VIVA CADA DIA MELHOR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *