A INFLUÊNCIA DOS NÚMEROS – PARTE 7 – Dividas Cármicas e Lições Cármicas.

Continuando com nossa série entendendo a Numerologia Cabalística, vamos entender o que são as Dividas Cármicas, Lições Cármicas e qual sua importância em nossas vidas.

Antes de se falar em lições Cármicas, devemos entender, porém o que vem a ser o Cárma ou Kárma, palavra muitas vezes utilizada, erroneamente, por alguns espíritas para expor algo relacionado com a lei de Causa Efeito.

A palavra Carma, vem do sânscrito Kárma; que literalmente significa, “ação”, termo de uso religioso utilizado nas doutrinas budista, hinduísta, jainista, sique e teosófica, sendo que em cada uma destas doutrinas, o termo Carma tem um sentido próprio. Expressar um conjunto de ações dos homens e suas consequências, baseado na ação e reação, onde a cada ação executada pelo homem haverá uma reação de igual proporção, ou seja, como diria o ditado; “dente por dente, olho por olho”, resumindo na prática significa: Se pratica algo mal, receberá de volta o mesmo mal que provocou, como compensação à ação anteriormente praticada; da mesma se faz o bem, recebera de volta algo positivo de igual intensidade ao praticado.

Assim podemos dizer que o Carma pode ser considerado uma dívida, quando o ser humano trasngride as Leis Naturais a Natureza lhe aplicará uma pena seja nesta existência ou em outra, já que a Numerologia Cabalística segue o princípio do reencarnaciosmo como já explicamos falamos anteriormente.

Estas transgressões são praticadas normalmente contra a própria vida ou contra a vida de terceiros, de forma consciente ferindo a Lei da Causa e Efeito.

Diferente das Dívidas Cármicas, que representam “crimes” cometido contra as Leis Naturais e devem ser pagos, as Lições  são deveres não cumpridos e assim não representam faltas ou erros, mas sim uma negligência a obrigações que lhe foram  impostas em vidas passadas e que por terem sido negligenciadas, deverão ser aprendidas nesta existência a fim de se eliminar o Carma, já que se continuar incidindo nos mesmos erros haveremos de passar pelos mesmos problemas nesta ou em outra existência até que a lição seja aprendida.

Assim agora ficou claro que Carma não é Destino, são dividas e lições que devemos pagar e aprender, e são muito mais que um acidente de percurso no caminho que conduz ao despertar das realidades da alma humana, pois é o espírito humano o responsável por escolher o tipo de vida que irá desfrutar durante sua existência.

A liberdade de escolher nosso próprio destino, todos os dias, nos diferencia dos animais inferiores, que ainda não podem discernir entre o bem e o mal, o certo e o errado, o moral e o imoral.

O único destino à no determinado é Evoluir; decidir como evoluir, se pelo conhecimento ou através da dor é sua escolha, para isto lhe foi dado o Livre Arbítrio.

Na próxima semana falaremos sobre as “Tendências Ocultas”.

“VIVA CADA DIA MELHOR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *