O PODER DO PERDÃO

Tudo no Universo vive em perfeita harmonia.

Ao falarmos em harmonia do universo, todo o tipo de pensamento vem em nossa mente, e cada um em seu livre pensamento é levado a um ponto especifico.

Se pensarmos especificamente que esta harmonia tem origem e um criador; e que este criador sempre existiu, e que nossa consciência faz parte deste equilíbrio, excluindo as causas naturais, vemos que nossos pensamentos e atitudes também são responsáveis por manter este equilíbrio universal.

Todas as energias do universo fluem à uma única potência; Deus ou como queira se referir de acordo com suas crenças e credos, é o ponto em comum do qual emana toda a ideia e sentimentos; justiça, solidariedade e amor, de forma consciente ou inconsciente e o centro comum para o qual todos os nossos pensamentos e sentimentos são encaminhados.

Assim nossos pensamentos e atitudes tem grande influência neste equilíbrio, porém o pensamento é difícil de ser controlado, dada nossa pouca evolução espiritual, porém para compensar foi nos dada a consciência para que com ela possamos através das emoções compensar esta deficiência de controle.

Conhecemos a lei da causa e efeito, tudo que acontece em nossas vidas é consequência de nossos próprios atos, escolhas e por que não de nossos pensamentos e sentimentos; a eles somos muito suscetíveis, e dentre eles poucos são tão danosos ao ser humano como a falta de perdão.

Ouvimos constantemente que é preciso perdoar para ser perdoado, mas pergunto:

Se você desencarnasse neste instante; poderia deixar para trás ofensas e desavenças um dia recebidas e não perdoadas?!

Perdoar na sua mais pura síntese, significa desculpar um erro de outrem, ou uma ofensa, na Bíblia, a palavra grega “perdão” traduzida significa literalmente “abrir mão”, deixar ir embora, mas o verdadeiro perdão só existe quando deixamos de guardar ressentimento. Além disso, abrimos mão de qualquer compensação pelas mágoas ou prejuízos que tivemos, o verdadeiro perdão surge de um sentimento altruísta, desinteressado e isento, que não voltados aos seus próprios interesses, sem contabilizar erros ou ofensas sofridas.

Perdoar não significa de forma alguma, fechar os olhos aos erros de outros, ou fingir que nada aconteceu; ações erradas não devem de forma alguma serem tidas como inofensivas ou normais, ou permitir que outros lhe tirem proveito, desculpando todo e qualquer erro; isto na verdade é omissão e não perdão, este é o motivo talvez que torne tão difícil perdoar, confundir o perdão com a aceitação de uma injustiça, o que contrário a um sentimento louvável o faz um condescendente.

Para perdoar de verdade, o pensamento deve desligar-se de regras, padrões e normas ultrapassadas, das práticas vulgares; rejeitar o modo grotesco que as religiões se utilizam para justifica-lo, deve-se apenas concentrar-se majestade da força criadora e de suas realizações.

Perdoar é desligar-se, libertar-se, livrar-se de algo que lhe faz mal e lhe traz sentimentos ruins, e é isso que se deve fazer com relação às situações que nos ofendem ou ofenderam, se observar de forma imparcial, muito provavelmente perceberá que não há nada a ser perdoado na maior parte das pessoas das quais guarda rancor, pense que você de alguma forma já ofendeu ou já provocou situações ofensivas, entendendo isto você perdoará e também será perdoado, causa e efeito, se uma situação é ruim você deve desligar-se dela e não alimenta-la.

De nada adianta, harmonizar seus números, ter pensamentos prósperos para tentar alcançar a prosperidade e realização plena, mantendo sentimentos arcaicos, obscuros e grotescos, enquanto você não perdoa, ficará ligado ao erro à ofensa recebida e as por você praticadas.

Do mesmo modo como você perdoar, assim também o será, faça de sua consciência o juiz, erros nada mais são que tentativas infelizes que não alcançaram o resultado esperado, assim pense; perdoe às ofensas a você proferidas, desligue-se dos erros cometidos. Comece perdoando-se por seus próprios, pois se não pode perdoar a si mesmo, como irá perdoar ao próximo?

Coloque em harmonia todas suas vibrações, equilibre-se com as vibrações do universo, esteja em paz com situações ocorridas e acontecimentos que tenham lhe magoado, liberte-se deles e retome o controle; perdoar nada mais é que assumir a responsabilidade pela sua felicidade, ao invés de permitir que as ações dos outros determinem suas emoções e seus caminhos.

“VIVA CADA DIA MELHOR”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *